TerraEsportesMundial 2002
  Mundial 2002 em: Argentina | Brasil | Costa Rica | Espanha | EUA | México | Uruguai
 Ligado no Mundial
Tudo o que você encontra na cobertura especial do Terra
Festa do penta reúne 50 mil na principal avenida de São Paulo
 

Domingo, 30 de junho de 2002, 14h11

São Paulo - A expectativa e o barulho gerados por quase 20 mil torcedores durante os 90 minutos da final da Copa do Mundo contra a Alemanha tomou conta da avenida Paulista, uma das principais da capital, no domingo. Depois do final do jogo, mais uma multidão foi correndo para lá dar continuidade à festa do pentacampeonato.

Quando Ronaldo aproveitou o rebote do goleiro Oliver Khan, o confete que caía dos prédios se uniu ao som de fogos de artifício e aos gritos da multidão, que comemorava euforicamente com o grito "Pentacampeão!".

A agitação chegou a ofuscar a visão do telão instalado no prédio da Gazeta, que transmitia a partida.

"Isso é para mostrar de uma vez por todas que não tem pra ninguém. O Brasil é o melhor futebol do mundo", disse o nadador Fábio Silva, 24 anos, depois do jogo.

As cores verde a amarela tomaram conta da avenida já no início da partida, com torcedores vestidos com a camiseta da seleção enfeitados com perucas, bandanas na cabeça e cabelos com as cores da bandeira.

A multidão foi aos poucos engrossando o coro da torcida, que ocupou rapidamente as duas faixas da avenida entre o prédio da Gazeta e o Masp.

Apesar das 12 horas de fuso horário entre o Brasil e o Japão, o clima na avenida que concentra os maiores bancos do Brasil era de comemoração em estádio.

"Estou me sentindo no pódio com eles. O melhor lugar para comemorar é aqui, aqui é a força do povão. Estamos com Felipão", gritou o estudante Adriano Oliveira, de 22 anos.

Segundo a Polícia Militar, não houve maiores incidentes até 1h após o final da partida, quando a avaliação das autoridades sobre o público no local era de mais de 50 mil pessoas.

"Está tudo calmo, esperamos que fique assim até o final (da festa), sem nenhuma ocorrência", disse o major Joulart, que integra a operação com mais 300 homens escalada para fazer o policiamento.

Rapidamente todas as principais avenidas que dão acesso à Paulista ficaram tomadas por um congestionamento recheado de bandeiras verde-amarelas e o som insistente das buzinas.

Outra pequena multidão decidiu abandonar o carro e partir a pé para o principal endereço da folia paulista no domingo.

O norte-americano Green Golson, que volta na segunda-feira para Nebraska após uma temporada de intercâmbio no país, disse estar muito feliz por poder comemorar o título com seus amigos brasileiros.

"O Brasil jogou bem. Estou muito alegre de estar aqui neste momento, comemorando", disse ele.
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.

Mais Notícias
Felipão deve seguir no comando da Seleção?
Sim, só com ele trazemos o hexa
Não, o Brasil ganhou, mas não jogou bonito




 
 » Conheça o Terra em outros países Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2004,Terra Networks, S.A Proibida sua reprodução total ou parcial
  Anuncie  | Assine | Central de Assinate | Clube Terra | Fale com o Terra | Aviso Legal | Política de Privacidade